domingo, 10 de abril de 2016

Por que Plácido Domingo no “Amazônia Live Rock in Rio?
Por Everaldo Barbosa – Tenor da Floresta
 


Ao ter acesso às noticias veiculadas das mais variadas fontes a respeito do Amazônia Live – Rock in Rio, sobre a vinda a Manaus do tenor espanhol Plácido Domingo, a minha primeira reação foi a de fazer exatamente este questionamento: Por que Plácido Domingo? Por que não Andrea Bocceli, que tem um estilo mais pop, ou por que não Richard Bauer, nosso grande tenor brasileiro, ou Juan Diego Florez, tenor peruano com excelentes agudos, ou o tenor Rolando Villazón considerado um dos melhores da atualidade, ou Michael Hendrick, que interpretou exuberantemente Sansão e Dalila no Festival Amazonas de Opera? Enfim, poderia ficar aqui discorrendo vários nomes da mais alta competência em representar muito bem o canto lírico mundial. Porem, para a proposta do evento em voga, que é a de fazer um alerta ao mundo, sobre os efeitos causadores do aquecimento global e de uma campanha pela preservação da floresta, que alias, diga-se de passagem, temos mantido a nossa floresta intacta em se comparando com o resto do mundo, ninguém melhor que o tenor Plácido Domingo, que dedicou parte de sua carreira em causas humanitarias, arrecadando milhões, com seus concertos beneficentes, para ajudar às vitimas do trágico terremoto no México que aconteceu em 1985, e às vitimas do furacão Catrina, em Nova Orleans, etc. Portanto, ouvir a voz de Plácido Domingo de perto, ecoando em meio a exuberante floresta amazônica, trazendo a grandeza do Canto Lírico, será um presente a ser compartilhado por todos nos, homens da floresta.
Postar um comentário